As dores orofaciais são aquelas associadas aos tecidos da cabeça, da face, do pescoço e às estruturas da boca. Aquelas de origem dentária são as mais comuns na população, verificando-se aí a ocorrência de um subgrupo das dores orofaciais: as disfunções da articulação temporomandibular (ATM).

A disfunção temporomandibular (DTM), portanto, é uma condição anormal das articulações temporomandibulares, ou seja, da articulação bilateral responsável pela união entre a mandíbula e o crânio por meio de músculos, tecidos ósseos, disco articular, cápsula sinovial, líquido sinovial, ligamentos, inervações e vasos sanguíneos.

Algumas vezes os sintomas podem ser confusos; dores de cabeça frequentes e zumbidos no ouvido não costumam ser imediatamente assimilados como uma disfunção odontológica. No entanto, outros indícios são mais facilmente detectáveis como problemas nessa região, entre os quais constam o estralo ou desconforto ao abrir e fechar a boca, limitação ou rigidez dos movimentos mandibulares, fadiga nos músculos mastigatórios, súbita sensação de desencaixe na mordida, bruxismo (uma situação que se caracteriza pelo apertamento ou ranger de dentes durante o sono e/ou em vigília) e cervicalgia (dores na região cervical) com extensão até o rosto.

As causas dessa patologia são variadas, de modo que não se pode responsabilizar um único fator como sendo o motivo do seu surgimento.

Com profissionais especializados em dores orofaciais e DTMs, na Luposeli identificamos o problema por meio de avaliações clínico-físicas e testes minuciosos, que incluem desde exames de imagem até questionários sobre a rotina do paciente afetado. Como essa disfunção tem causas multifatoriais, deve-se ter em mente que, a fim de garantir que o paciente receba os cuidados apropriados, é importante que outras especialidades médicas (como neurologistas, fisioterapeutas, otorrinolaringologistas e psicólogos) também sejam consultadas.

Uma vez feita a análise da origem do incômodo, o tratamento será definido de acordo com as causas apontadas. Usualmente, os mais indicados são os que incluem aparelhos odontológicos, fisioterapia, infiltrações articulares, aplicação de toxina botulínica (que provoca uma diminuição da força aplicada à mandíbula, em casos de ranger ou apertamento dos dentes) e, em situações mais extremas, a intervenção cirúrgica.

Se você tem interesse em saber mais a respeito desse tratamento e/ou gostaria de passar por uma avaliação com um dos especialistas da Luposeli, entre em contato agora mesmo com o nosso atendimento pelos telefones (11) 2888-8666 / 2925-2035 ou envie uma mensagem pelo WhatsApp (11) 9.4794-1467 e agende a sua consulta.

A nossa equipe de profissionais realiza diversos procedimentos e tratamentos, combinando as mais modernas técnicas existentes na Odontologia. Entre elas, estão a ortodontia invisível com alinhadores Invisalign, lentes de contato odontológicas, cirurgias plásticas gengivais, tratamentos com toxina botulínica e preenchedores, assim como os mais avançados tratamentos para harmonização orofacial.

Estamos à sua disposição e queremos saber: afinal, como podemos ajudá-l@?